~~~~~ Filosofias Salgadas (Morto) | Oceano Pensante (Renatito) ~~~~~


quinta-feira, julho 09, 2009
MSN, ICQ, plátanos e a estranha misteriosa...

Estou em franca campanha para o retorno do ICQ e daquele afamado "oh-ow", expelido e profetizado por tantas caixinhas-de-som, que enchem nossos corações de emoção e nostalgia, que faz do mundo um lugar melhor e mais justo para se viver, que acabará com as guerras, a fome, a AIDS, o câncer e qualquer outra mazela pensada que tenha surgido ou que está por surgir! Buenas, talvez o ICQ não seja assim tão poderoso, mas ele tem algumas vantagens sobre o MSN Messeger... Aquele negócio... Sabe? E tem também... Aquele outro bagulho, que é do caralho, e só o ICQ tem!

Tá... Francamente, essa presepada toda é uma farsa. A campanha em prol do ICQ é o reflexo mais puro e óbvio do marasmo da vida de desempregado e seu "ócio criativo". Sinceramente, o protocolo que utilizo para conversar com meus amigos faz tanta diferença quanto o fato dos plátanos possuírem certa similaridade com o bordo vermelho e por esse motivo serem frequentemente confundidos - inclusive o pessoal costuma dizer que a folha do plátano é aquela da bandeira do Canadá... Fez alguma diferença aprender essa informação? Pois é, captaste minha mensagem.

Mas digo-lhes que houve algo de interessante com o bagulho do ICQ: não sei por que cargas d'água (esse é um daqueles dilemas da psiquê humana, sem dúvida) ainda lembro do meu número do ICQ! E da senha! Enfim, após quase, sei lá, 5 anos (??), loguei na birosca e eis que numa tarde, uma guria veio me procurar, com aquela frase muito pronunciada no Rockgol: "Guidje, você lembra de mim?" Nossa! Que legal! Ela lembrou de mim e veio puxar assunto e eu... Bom, eu verifiquei o perfil dela, tinha até umas fotos... E eu não consegui lembrar, absolutamente! Eu, que tenho uma história de relacionamento tão extensa quanto o mais celibatário dos padres, não consegui lembrar de uma guria que me conhecia! E a guria é bem gatinha, ainda por cima!

Enfim... É nessas horas que não entendo o que se passa na minha cabeça. Qual é o critério do meu cérebro para manter ou apagar certas informações? Por que eu não lembro de quase nada do que li num livro de geografia no primeiro ano, mas lembro que a cor da primeira motinho que ficava em cima do bolo no meu aniversário de 10 anos, era azul? E por que raios eu lembro daquela merda de plátano e do bordo vermelho, mas não lembro de uma guria que, provavelmente, eu devo ter trovado pra caralho mas, claro, nunca peguei?

Sabendo que tudo isso se passa dentro de minha cabecinha, fica evidente que jamais entenderei o que se passa dentro das dos outros. E nem quero saber, aliás. Mas entre saber de informações ou simplesmente respeitar a individualidade e histórias que cada pessoa carrega nos ombros, deveria bastar o respeito mútuo. Costumamos julgar, avaliar, criticar e mesmo supor que sabemos o que todos querem, o que todos pensam e como se sentem. Não sabemos integralmente o que se passa com as nossas próprias vidas mas temos essa pretensão gigantesca!




segunda-feira, julho 06, 2009
Carl Sagan: Pale Blue Dot

Eu não sei o que dizer, não sei o que dizer... Parece tão sem sentido falar qualquer coisa depois de ter visto isto aqui: http://www.youtube.com/watch?v=EjpSa7umAd8

Não tenho dúvidas de que amanhã, quando o sol nascer, o mundo vai continuar a sua rotina de absoluta idiotice em nome de um modo de vida inexplicável. Por quê é tão difícil pensar conforme esse ponto de vista singelo, ao mesmo templo amplo e verdadeiro, bem como expressava Carl Sagan?

A mensagem que ele passou através dos livros, do excelente documentário "Cosmos" e de pérolas, como esse "Pale Blue Dot", deveriam enaltecer os grandes feitos da humanidade e, sinceramente, eu gostaria de absorver as informações que ele passou/passa e encostar a cabeça no travesseiro e dormir, sem peso, sem culpa. Mas como é difícil! E não sei nem bem porquê!

Talvez por participar deste festim nojento da humanidade, por isso eu me culpo.

Dá vontade de mandar todo mundo à merda e admitir, de uma vez por todas, que somos eternos frustrados...






arquivo...

Setembro 2006   Outubro 2006   Novembro 2006   Dezembro 2006   Janeiro 2007   Fevereiro 2007   Março 2007   Abril 2007   Maio 2007   Junho 2007   Fevereiro 2009   Março 2009   Abril 2009   Maio 2009   Junho 2009   Julho 2009   Agosto 2009   Setembro 2009   Outubro 2009   Dezembro 2009   Abril 2010   Maio 2010   Junho 2010   Julho 2010   Novembro 2010   Dezembro 2010   Fevereiro 2011   Março 2011   Maio 2011   Junho 2011   Setembro 2011   Dezembro 2011   Fevereiro 2012   Abril 2012   Outubro 2014  

This page is powered by Blogger. Isn't yours?